31 de agosto de 2006

Diz-me mãe...


As crianças por vezes podem ser fantásticas. Tentei explicar a um primo meu de 5 anos alguns conceitos sobre o Universo, o nome dos 9 planetas (que agora são 8!!!), a via láctea e claro algumas coisas sobre o sol. Depois foi só imaginar a confusão que ia dentro daquela cabeça para escrever este simples poema.
Diz-me mãe onde se esconde o sol
Quando à noite vai dormir,
Será que a lua é assim tão má
Para ele ter de fugir?
Se o sol é assim tão grande
Como a ciência nos diz,
Porque consigo eu tapa-lo
Com o chapéu do primo Luís?
E se o sol está em chamas
Porque não vão os bombeiros acudir?
Diz-me mãe onde se esconde o sol
Quando à noite vai dormir...

Após uma conversa (de 5 minutos) com o meu primo conclui que se pensarmos um pouco como as crianças podemos resolver melhor os nossos problemas, isto por que elas têm o poder se simplificar as situações. Para elas o sol é apenas um pontinho amarelo no céu azul, nada mais nada menos, elas encontram a felicidade num boneco, numa revista ou num gelado. Os adultos compreendem porque gira a terra em tono do sol, percebem o que está escrito numa revista, alguns até sabem fazer gelados em casa... mas será que são felizes como as crianças?

1 comentário:

Mónica disse...

felizes os ignorantes LOL

Trans - Siberiano