2 de março de 2006

Sonhar ou não sonhar? Eis a questão...

Romeu – I had a dream
Mercúrio – And so did I
Romeu – And what have you dreamed?
Mercúrio – That dreamers often lie…

Trata-se é claro da minha passagem preferida do romance Romeu e Julieta de Shakespeare. Romeu hesita em se dirigir até à festa que tem lugar na casa dos Capuleto dizendo a Mercúrio (seu melhor amigo) que teve um daqueles sonhos e que não devia ir, Mercúrio convence Romeu a ir dizendo-lhe que os sonhadores ás vezes mentem…
Moral da história, tanto Romeu como Mercúrio acabam por morrer, quer o sonhador como o não sonhador acabam por ter um trágico fim embora por motivos diferentes. Então é pertinente dizer…sonhar ou não sonhar? Eis a questão… Se recorrermos à história são vários os exemplos de sonhadores que infelizmente tiveram mortes precoces, tomemos como exemplo Martin Luther King, também ele tinha um sonho, sonhava com uma América livre com igualdade de oportunidades ou então Itzhak Rabin que se dispôs a trocar terra (a sua própria terra) por paz para o seu povo. Ambos estes sonhadores do século XX morreram sem ver o seu sonho concretizado, então de que vale sonhar? De que vale ter um sonho se ele nos reclama a própria vida? Bem estes sonhadores e outros inspiraram novos seguidores que tentam encontrar o caminho para a realização desses sonhos, então tanto Martin L. King como Itzhak Rabin não morreram uma vez que os seus sonhos perduram e continuam a inspirar mentes neste Mundo. Outros há que ainda continuam vivos como Nelson Mandela que viu o seu sonho ser concretizado, quando chegar a sua hora será recordado e o seu sonho perdurará… Assim sendo Mercúrio tinha razão, os sonhadores por vezes mentem, tal como os outros Romeu morreu mas a sua história continua viva entre nós e esse é sem dúvida o melhor dos sonhos, os sonhadores morrem e alcançam a imortalidade enquanto que os não sonham são para sempre esquecidos…

5 comentários:

Anónimo disse...

tens toda a razão no que falas do carnaval. Subscrevo inteiramente.

E pior do que isso, ainda pior que isso, é ver os Portugueses, com um país com 900 anos de tradições, tentem imitar um carnaval pimba e piroso do brasil. Mal por mal prefiro ver os nosso, 100% portugueses do que uma pseudo-imitação complexada do brasileiro.

Anónimo disse...

Coelho escreveu :)

Luis_Carvalho disse...

De referir que o autor dos posts anónimos foi o coelho so que comentou o texto errado.....

amarelinho disse...

é de bragança e basta :)

amarelinho disse...

Eu acredito que não ter sonhos é estar morto sem o saber...

Para vencer em algo, é necessário ter uma visão do que qeremos (vulgo sonho), e essa visão deverá ser a nossa meta...

Será um crime sonhar?

Acredito que o povo portugues deixou de sonhar... deixou de ter metas a longo prazo... so pensa em subsidios e gastos... so se lamenta... e neste caso, é a tal mentira de que se fala no texto... a mentira que dizemos a nós próprios... eu não sou capaz... isto está tão mal... não vou conseguir...

Lido com esta realidade todos os dias... pessoas que são incapazes de trocar a "segurança" de um miserável subsidio de desemprego, e algumas que nem subsidio têm, que só se lamentam porque não têm emprego... do tempo... daquilo que os vizinhos conseguem ter...

Pessoas que são incapazes de aceitar um desafio que pode mudar as suas vidas de um dia para o outro... com possibilidades de ganhos que nem em sonhos tiveram...

Posso dizer que tenho pessoas a trabalhar comigo que partilham o meu sonho... o sonho de ter sucesso... o sonho de ser bem pago por essse sucesso... tenho a sorte de ter visionários ao meu lado... sonhadores...

Será assim tão mau sonhar?

Trans - Siberiano