15 de agosto de 2013

Pondo os números no mapa (4) ...


Um mapa sui generis que encontrei na edição de Julho da revista Alemã Geo. O mapa mostra segmentos de fronteiras entre dois estado soberanos que são motivo de disputa, armada ou diplomática. Os segmentos são depois orientados de modo a ilustrar uma AK47, provavelmente uma das armas mais usada em muitos dos conflitos armados representados.  Sem surpresa, África apresenta-se como o continente onde o número de segmentos fronteiriços sujeitos a disputa é maior. No total o mapa informa que ~35% das fronteiras terrestres entre países Africanos é de algum modo instável. 

Curiosamente Portugal também figura no mapa (ver zona das munições) devido à perda da cidade de Olivença para Espanha em 1801 depois de Portugal assinar sob pressão o tratado de Badajoz. Com Napoleão derrotado e o mapa Europeu virado do avesso o Congresso de Viena estipula que Espanha deve proceder à entrega voluntária do território de Olivença, corria então o ano de 1815. Espanha disse que sim mas tal nunca se sucedeu e Olivença continua parte do território administrativo Espanhol. 


(Clicar no mapa para ampliar)

Não deixa de ser curioso que o mapa representa com o mesmo detalhe visual conflitos que podem desencadear um conflito supra-nacional (Israel - Líbano) bem como curiosidades históricas próprias de um jogo de trivial persuit; refiro neste segundo caso à questão de Olivença. A representação é no entanto bastante original.


2 comentários:

Anónimo disse...

pah, não consegui ver aí o conflito relativo a Gibraltar. Logo o meu favorito! Adoro verificar como a diplomacia é apenas uma versão "sem calorias" da lei do mais forte: A china, potência mundial economica e militarmente impôs a lei do mais forte ao Reino Unido na questão de Hong Kong. O Reino unido nada podia fazer contra o colosso mas impõe a lei do mais forte a Espanha, mantendo Gibraltar. Espanha esperneia mas nada pode fazer. Impõe no entanto a lei do mais forte a Portugal e a Marrocos mantendo Ceuta, Melilha e Olivença. Como é bela a diplomacia...:)
Coelho

Luis Carvalho disse...

Gibraltar foi cedido por Espanha à coroa Britânica em 1713. Houve dois referendos para Gibraltar passar para mãos Espanholas em 67 e 2002, em ambos os casos 98% dos inquiridos votaram a favor de se manterem no Reino Unido.

Trans - Siberiano