10 de março de 2011

"Germanices "

Germanice
From Latin germānice, Adjective vocative masculine singular of germānicus

Dou por vezes comigo a pensar até que ponto a cultura Germânica se entranhou no meu ser durante os "quatro e pico" anos de permanência nesta País. Quanto em 1928 o génio Pessoa provou pela primeira vez o famoso líquido castanho e gasoso de Atlanta elaborou a, quem sabe, mais famosa frase publicitária da história Portuguesa, "Primeiro estranha-se, depois entranha-se". Com tremenda simplicidade, Pessoa descreve o processo geral o processo que leva à dependência, de uma substância, seja ela Coa-Cola, café etc...

Estava eu em casa por volta das dez da noite. A janela estava aberta e podia escutar o barulho das árvores ainda despidas de folhas que abanavam ao sabor do vento. Como é habitual já tinha acabado de jantar e ligava agora o PC para ler alguns blogs. De súbito, sem explicação aparente, senti uma vontade imensa de comer algo doce. Fui até à cozinha, cortei uma fatia de pão que barrei mais-que-substancialmente com Nutella. Como se isso não bastasse, abri outro armário e retirei uma garrafa de Bionade. Sentei-me em frente ao computador. Em vez de ler os blogs decidi ver as gravações do Europeu 2011 de Patinagem Artística que tinha guardadas.

Ora, Nutella e Bionade são produtos que podemos encontrar em quase todos os lares de Potsdam. Quanto à patinagem artística, é um desporto bastante apreciado por estes lado.s Quando acordei do transe Germânico fiquei com um medo arrepiante de me estar a transformar "num deles". Como antídoto foi até à cozinha, abri um terceiro armário e retirei duas postas de bacalhau que prontamente coloquei em água gelada com a pele para cima (faz alguma diferença colocar com a pela para baixo?).

Já deitado e agarrado a um livro cheguei à conclusão que muitas coisas da cultura Alemã (não só comida) se começam a entranhar. Resta pois esperar que a dependência não se verifique.

Abraços

4 comentários:

daprussia disse...

cuidado, luis! muito cuidado!!
fizeste bem em ter ido prontamente buscar o bacalhau. a pele do bacalhau deve ficar para cima porque o sal, ao sair do bacalhau, tem tendencia a descer, por ser mais pesado que a agua. se puseres o bacalhau c a pele p baixo, o sal fica preso entre a carne e a pele, nao demolhando tao bem.

Luis Carvalho disse...

É pá Sofia... Com que então existe uma explicação científica em como demolhar o bacalhau... Shame on me :)

Eu estou a ter todo o cuidado possível!!! Vamos ver se é suficiente:)

Daniela disse...

Essa arte de demolhar bacalhau não conhecia mas também deixo sempre a pele para cima :P. Por falar em bacalhau e também para manter a cultura portuguesa bem viva por estes lados, fiz pataniscas de bacalhau :). E não é que fazem sucesso.
Podes apanhar esses hábitos germanofilicos :P, desde que não percas a energia positiva e "amizade" tipica dos povos latinos. bjinho

daprussia disse...

opa se fizeres pataniscas de bacalhau, avisa com antecedencia, que vamos ai a potsdam em excursao! e fazemos logo uma terapia de grupo para expulsar esse demo germanico que te anda a assombrar durante a noite com nutella e bionade.
sofia

Trans - Siberiano