23 de janeiro de 2008

A mais bonita do ano...

Gostos não se discutem....

Sim é verdade. As opiniões pessoais baseadas em preferências por vezes até irracionais valem o que valem. Mas se é verdade que gostos não se discutem também é verdade que factos não se contestam... Podemos criticar o modo de como um facto nos é apresentado, mas não podemos de modo algum colocar um facto em causa...
Assim sendo, esta foi para mim a música (estrangeira) mais bonita que tive a oportunidade de ouvir em 2007. Isto é um gosto, muitos de vós terão certamente uma opinião diferente. Neste âmbito a minha escolha vale tanto como a vossa, é tão e só um gosto discutível... Mas a verdade é que esta musica também se reveste da factos incontornáveis que lhe dão um carácter único.
A letra está repleta de simbolismo dos tempos modernos e da busca cega pelo materialismo desprezando as relações humanas. O interprete é a antítese das "estrelas descartáveis" que se fabricam hoje em dia, aquelas que editam um CD com relativo sucesso comercial e que depois desaparecem nas brumas de um qualquer composto químico administrado por via oral ou intravenosa.
E finalmente a música.... a música é um agradável deserto de beats, sintetizadores, computadores etc... no fundo é um regresso às origens. Um homem e uma guitarra, uma cadeira, umas quantas fotografias num fundo escuro e pouco mais. Tudo isto são os factos que me alimentam o gosto, discutível, por esta composição...

1 comentário:

PMG disse...

Lindíssima, sem dúvida! Só falta dizer que o vocalista é Eddie Vedder (Pearl Jam), a música é Guaranteed e faz parte do álbum a solo deste grande artista Into the Wild.
O álbum é simultaneamente a banda sonora do filme homónimo de Sean Penn.

Trans - Siberiano