5 de novembro de 2009

Nocturnos em Potsdam...

Uma noite fria mas livre de nuvens cinzentas e traiçoeiras. Uma noite perfeita para deambular pelas calmas ruas de Potsdam observando as cores e escutando os sons enquanto a cidade se prepara para o descanso. São no fundo simples nocturnos passeios.

A viagem começa num dos cantos mais acolhedores que conheço. Apesar do restaurante se chamar "Matador", o local é definido por estas paragens como sendo "gemütlich"...


Passamos pela estrada principal onde apenas duas pessoas caminham lado a lado desconhecendo a minha presença ou simplesmente ignorando-me.


A padaria de todas as manhãs está agora vestida de um brilho que não encontro ao nascer do dia. O nome é igual, mas a destreza das sombras vai fazendo com que se torne tão estranho e indecifrável como na primeira vez que o li.


Deixemos as cores por agora... Retomemos a tempos em que tudo era mais simples e a azáfama da vida moderna era a uma tímida miragem num futuro que agora se perpetua.

E voltamos à azáfama. Velocidade de uma noite que se quer lenta...

E terminamos num restaurante que tem um nome familiar. Na janela as letras flutuam num vazio translúcido enquanto que no interior as pessoas vão dizendo adeus ao chefe Rodriguez, um Colombiano em Potsdam...

Boa noite...

3 comentários:

Eng. a Sério disse...

São as primeiras fotos da canon?? hehehe

Luis Carvalho disse...

Sim senhora...As primeiras...

Claro que não são tão boas como as do Mestre... ainda :)

claudia disse...

ja vi que as fotos sao as primeiras de mtas que nos vao levar a lugares e momentos fantasticos.... espero que a continues a treinar para partilhares connosco tudo de bom que conseguires captar....
um bem haja.... à tecnologia...

Trans - Siberiano