6 de abril de 2009

Palavras ocas?

Foi hoje apresentado no teatro São Luíz o mais recente livro do Dr. Mário Soares intitulado: "Um Mundo em Mudança: Uma nova era de mudança está a começar".

Como é óbvio ainda não li o livro. No entanto, toda a encenação por detrás deste lançamento, o título, a capa, o simbolismo e por fim a sinopse me faz suspeitar que se trata de mais livro cheio de palavras ocas. Porquê?

Primeiro o título em duas partes. "Um Mundo em mudança". Nada de novo, o Mundo não fez outra coisa senão mudar desde que este foi criado, quer por inspiração divina ou por aglutinação de poeira cósmica. A segunda parte, "Uma nova era de mudança está a começar", também não salva o título de cair num banal marasmo de ideias amorfas. É dito na sinopse que esta mudança (ocorrida em 2008 segundo Mário Soares) era previsível. No entanto o livro só sai em 2009, ora bolas, devia era ter saído antes, tipo 2005, pelo menos.

O simbolismo é acutilante. Mário Soares aparece acompanhado por Obama. Obama, o homem vindo da maldita América capitalista e frequentador do tenebroso ensino privado (tantas vezes amaldiçoado por Mário Soares) é apresentado como um homem "extraordinariamente lúcido". A capa é a meu ver uma descarada estratégia de marketing.

Ninguém previa esta mudança, se é que a mudança está acontecer. Para mim é apenas mais um salto na história Mundial, mas se quiserem chamar a isso mudança tudo bem. No entanto dizer que era previsível é um completo absurdo. Nenhum economista previu o inicio da crise e ninguém prevê o seu fim. Existem é claro sempre uns "iluminados" que afirmam sempre terem alertado para o perigo da desregulamentação do sector financeiro, das privatizações dos serviços públicos e do liberalismo económico.
Só que estes "iluminados" nunca escrevem sobre a "mudança" que teve lugar quando a liberalização económica tirou milhões de Indianos e Chineses da pobreza. Dos lucros astronómicos dos bancos que permitiram posteriormente a concessão de crédito à população de modo a adquirirem casa própria, as pequenas empresas o seu negócio etc.
Insólito é também o facto de ter sido durante o 1º Mandato de Mário Soares que a lei n.º 11/90 de 5 de Abril ou a Lei das Privatizações foi aprovada... Se a crise era previsível o melhor era ter vetado a logo a lei... Escrever sobre mudança quando esta está em curso é fácil.

Resumindo: Quando vejo coisas como estas serem escritas lembro-me sempre do fantástico poema de António Gedeão onde o "Mundo pula e avança como bola colorida nas mãos de uma criança". Ninguém sabe para onde o Mundo pula agora, uns dizem "para uma nova era". No entanto, como ainda não li nenhum livro que tenha previsto a era antiga, fico sempre de pé atrás.

Abraços

2 comentários:

Amarelinho disse...

Simplesmente... gostei da tua acutilância ;)

É impressão minha ou estas cada vez mais à direita?

AP disse...

Excelente análise! O que só abriu o apetite para ler o livro e rir um bocado. Mas o remate final está mesmo brilhante; é que eu também nunca li um livro que previsse uma era passada.
Mas "Soares é fixe" e lá é capaz destas coisas.

Trans - Siberiano