5 de julho de 2007

Untitled 21

Os dias apresentam um movimento estranho, as noites deixaram de existir. Durmo acordado à espera de algo que não sei bem... As horas passam depressa neste trivial jogo a que muitos chamam vida. Os passos aceleram, os olhares recuam. O ar mostra-se incompreensivelmente leve e rarefeito, por vezes irrespirável... Existe algo em movimento, algo grande, poderoso, algo em rota de colisão comigo mesmo... Deitado no chão adormeço, esperando ser atingido por esta vaga de incerteza. O meu corpo é um alvo à espera do embate e a minha história é um projéctil em busca da desfragmentação...

O que esperas?
Ao certo não sei, só sei que algo virá...

1 comentário:

T(h)iago... disse...

Esperamos constantemente algo que na maior parte das vezes pensamos que não vai acontecer, ms o importante é continuarmos a sonhar, sempre.. mesmo que seja com os olhos abertos, mesmo que seja o impossivel, sonhar é necessario para continuarmos a viver!!!

fica bem
abraço tiago.

Trans - Siberiano