18 de julho de 2007

Ai está ele...

Durante a história da humanidade muitos foram os objectos que marcaram a nossa civilização. Objectos que foram um passo em frente na nossa evolução como sociedade e que nos fizeram tocar os limites daquilo que achávamos impossível. Esses objectos, que ainda hoje nos fascinam, são marcos de uma sociedade inventiva que muitas vezes opera não no sentido da utilidade mas sim no sentido do sonho... O livro Philosophiæ Naturalis Principia Mathematica onde Newton descreve as leis da gravitação, o Flyer 1 dos irmãos Wright, o primeiro avião a efectuar um voo controlado, a Appolo 11 que em 1969 levou o homem à lua ou o PC no qual escrevo este texto, são exemplos de objectos e máquinas que deixam um legado para as gerações futuras. Num passeio pelas ruas de Berlim com a família deparei com um objecto construido no século XXI mas que já tem um lugar assegurado na história futura da Humanidade. Apreciem o fantástico e extremamente raro Bugatti Veyron 16.4.


Encontrei este carro à venda num stand em Berlim, a principio nem queria acreditar, tinha à minha frente uma obra prima da engenharia automóvel, um dos carros mais exclusivos de sempre a ser produzido. O apelo do alumínio e do titânio foi mais forte e tive de entrar e tirar umas fotografias. O carro em si é imponente, as linhas e a pintura bicolor fundem-se numa simbiose perfeita provocando quase um colapso dos meus sentidos. Estima-se que apenas 300 destes carros serão construidos, presentemente só existem 70 em todo o Mundo, assim sendo, considero-me um sortudo em ter visto um. Custa nada mais nada menos que 1,127,210 €, atinge os 407.5 km/h. Este carro desafia as leis da natureza, teoricamente nem devia existir, não é prático, não é económico, não serve para nenhuma tarefa útil a não ser puro divertimento e vaidade. No entanto foi contruido, não por necessidade, mas sim para provar que é possível ir sempre mais além...

2 comentários:

cesaralvim disse...

É um carro expectacular sem duvida alguma, pena só estar ao alcance de poucas carteiras....um carro de sonho que nem em portugal será visto possivelmente...e então agora com os radares em Lisboa era só multas a parar em casa...por isso deixo o meu na garagem...lol

Ana Raquel disse...

A industria automóvel no seu melhor...

Trans - Siberiano